Última atualização: 22/09/2021 08:38

Encerramento do inverno

O inverno climático compreende o trimestre de junho, julho e agosto e é caracterizado por ser o período com os menores volumes de chuva mensais, sendo 91 mm em junho, 126 mm em julho e 95 mm em agosto. Além do mais, é o período com as menores temperaturas médias e, por este motivo, é comum a entrada de massas de ar frio de origem polar trazendo sensação de frio acentuada durante alguns dias. Neste inverno de 2021, o Pacífico Equatorial esteve sob condição de neutralidade climática e, além disso, outros módulos de variabilidade climática estiveram atuando e desfavorecendo o aporte de umidade, de forma que durante o inverno se observou chuva abaixo da média. Apesar de junho ter terminado com chuva ligeiramente acima da média, 130,5 mm, os meses de julho e agosto tiveram volumes abaixo dos 50 mm, como poder visto na Figura 1. 

Figura 01: Acumulados médios de chuva no trimestre de inverno (junho, junho e agosto) da rede pluviométrica do AlertaBlu/PMB;
 

Em relação as temperatura, estas ficaram ligeiramente abaixo da normalidade ao longo do trimestre de inverno, com entradas freqüentes de massas de ar frio, sobretudo entre junho e julho. A menor temperatura registrada foi de 4,2°C no dia 30 de julho. 
 

Como se comporta a primavera em Blumenau?

A primavera astronômica se inicia neste dia 22 de setembro às 16h21min. Porém, a primavera climática, que é o período do ano que apresenta características climáticas correspondentes a esta estação do ano, abrange todo mês de setembro e, também, outubro e novembro. O trimestre de primavera (setembro/outubro/novembro) é caracterizado por apresentar um aumento nos volumes de chuva em relação ao inverno e também por apresentar temperaturas médias maiores. A chuva que antes ocorria, sobretudo, devido a passagem de sistemas meteorológicos, agora passa a ocorrer também devido a atividade convectiva (calor e alta umidade). Por este motivo, aumenta a condição para temporais isolados, com rajadas momentâneas de vento forte, chuva intensa em curto período de tempo, descargas elétricas e eventual queda de granizo. Outra característica da estação é a alta incidência de dias de céu nublado ou encoberto, com chuva fraca e isolada e baixa amplitude térmica diária devido a atuação mais constante da circulação marítima. Apesar das temperaturas gradualmente se elevarem ao longo da estação e o calor se fazer mais presente, dias de temperaturas mais baixas ainda podem ocorrer.
 

O que esperar da primavera de 2021?

A previsão climática indica que o início da estação será marcado pela condição de neutralidade climática. Entretanto, modelos climáticos e os principais órgãos meteorológicos responsáveis pela observação do Pacífico Equatorial, denotam alta possibilidade de transição para fenômeno La Niña ao longo da estação até sua efetiva configuração no verão 2021/2022.

A tendência é de que o trimestre continue com chuva irregular e mal distribuída. No mês de outubro, há perspectiva de maior disponibilidade de umidade e, por este motivo, é o mês com melhor condição para chuva. Já no mês de novembro, a tendência é de que chuva fique abaixo da média e apresente distribuição irregular.

Com relação às temperaturas, a tendência é de que fique dentro da normalidade durante a estação. Dias de temperaturas amenas e com baixa amplitude térmica associadas a circulação marítima se alternam com dias de temperaturas mais elevadas associadas ao transporte de ar quente do vento noroeste. Além disso, tal como já observado em primaveras anteriores, não se descarta a ocorrência de onda de calor mais intenso durante a primavera de 2021, onde a temperatura pode alcançar ou mesmo ultrapassar os 35°C.

 

Allef Matos / Gabriel Cassol / Tatiane Martins
Meteorologistas
Defesa Civil de Blumenau